sábado, 6 de junho de 2009

BRASIL COLÔNIA

A formação do povo brasileiro .....(oriundo de misturas culturais e étnicas riquíssimas)

  1. As pessoas podem obter e criar os seus espaços e domínios de formas diferentes: através de invasão, de herança, de conquista e de ocupação.
  2. Tudo começou com grupos de asiáticos, que ficaram conhecidos como índios e entraram aqui há muito tempo atrás... Depois entraram colonizadores europeus... Depois foram trazidos, à força, negros africanos...Depois entraram imigrantes de todos os lugares do mundo.
  3. A sociedade brasileira se formou, portanto, com a colaboração de quatro grupos básicos: índios, colonizadores, negros e imigrantes. Os grupos foram se misturando e cada um deixou uma importante herança para a cultura brasileira.

O GRUPO INDÍGENA
Os índios habitam nossas terras desde milhares de anos antes da chegada dos europeus.
Eles viviam aqui em comunidades espalhadas por todo o território brasileiro. Tinha índio morando na beira do mar, na beira dos rios, nas florestas, nos cerrados, nos campos.
As comunidades ou tribos tinham seu jeito próprio de fazer casas, de organizar a aldeia, de arrumar comida, de fazer festas, de rezar, de falar, de guerrear, de se governar... Eram cerca de 2 milhões na época do descobrimento.
Pode-se saber como os índios viviam somente através do que os europeus escreveram sobre eles na época, pelos testemunhos registrados ou por vestígios materiais, como utensílios de cerâmica. Os índios não deixaram documentos escritos (cartas, relatos, livros, mapas), porque a língua deles não tinha escrita.
Hoje, os descendentes que restam desses primeiros grupos podem contar e escrever sobre seus antepassados, porque foi elaborada a forma escrita de muitas línguas indígenas.

O Vocabulário indígena: muitas palavras, que usamos até hoje na língua portuguesa são herança cultural que herdamos dos índios.

A alimentação indígena: os primeiros indígenas que provaram a comida de branco não gostaram. Dois deles, levados à nau capitânia e recebidos pelo próprio Pedro Álvares Cabral com muito prazer e festa, provaram o pão, peixe cozido, confeito, fartéis (“doce mais ou menos delicado, envolto numa capa de massa”, segundo a definição do Dicionário de Morais), mel, figos secos. "Não comeram quase nada" – é o depoimento da nossa primeira testemunha ocular da história, o Caminha. E, se provavam alguma coisa, logo cuspiam. Do vinho, mal provaram e não gostaram. Até a água serviu apenas para um bochecho.
Tudo isso, porque os índios tinham uma alimentação muito diferente.
Os habitantes da faixa litorânea se alimentavam de caça, pesca, dos frutos silvestres e do que plantavam em seus roçados. Faziam o uso do sal, o que conseguiam retirando-o do fundo das covas que abriam nas proximidades do mar, depois que houvesse a evaporação total da água. Os tupinambás tinham o paladar mais apurado e não se contentavam somente com o sal, misturavam-no com pimentão para condimentar seus alimentos. Uma das maiores contribuições dos indígenas na nossa alimentação, foram os produtos derivados da mandioca e da tapioca, muito utilizada para fazer mingau e beiju.

Os hábitos indígenas: dormir na rede, sentar de cócoras, comer mandioca, maracujá e peixe assado, pintar o corpo,enfeitar-se com penas e plumas(como no Carnaval) foram herdados das tribos indígenas.
Muitas palavras do nosso vocabulário vêm do Tupi: Carioca (kari-oca: casa de branco), cipó, guaraná, guri, jabuticaba, jacaré, lambari, Maracanã, paçoca, perereca, pipoca, samambaia, urubu.
Peteca em tupi significa batendo e eles jogavam antes dos portugueses chegarem.
Também aprendemos com eles a fazer objetos de cerâmica (como pratos e vasos) e de palha(como cestos e bolsas).
Tomar banho todos os dias também é um hábito que herdamos dos índios.

Objetos indígenas herdados à nossa cultura: ARGILA, ESCULTURAS, REDE DE PESCA, REDE DE DORMIR, CANOAS, VASO, PANELA, COLAR, PULSEIRAS, ARCO E FLECHA, LANÇAS, CHOCALHO, CESTAS,TEAR, BIJUTERIAS, TINTAS, PENAS, BANCOS, QUADROS,
BRINCOS E MÁSCARAS.

A CULTURA NEGRA

Esse grupo foi introduzido para ser a mão - de - obra escrava.
Durante mais de 300 anos, milhões de negros foram arrancados de suas comunidades na África e trazidos ao Brasil para trabalhar nas fazendas de cana e nos engenhos de açúcar; para cultivar algodão e fumo; para explorar minas de ouro e diamantes; para trabalhar nas fazendas de cacau e de café; para fazer todo tipo de trabalho doméstico.
Presentes em todas as atividades e em todos os lugares, os negros se misturaram intensamente com brancos e índios. Dessa mistura surgiram mulatos (branco com negro) e cafuzos (índio com negro).
Os negros deixaram fortes traços culturais na sociedade brasileira. Traços que vão da cor da pele aos sentimentos da alma de muitos brasileiros, dos costumes ao folclore, do vocabulário á literatura.

Heranças africanas: À NOITE, OS ESCRAVOS AFRICANOS RECOLHIAM-SE À SENZALA PARA ESQUECER OS MAUS TRATOS E O TRABALHO DURO DO DIA-A-DIA. CANTAVAM E DANÇAVAM OS RITMOS DE SUA PÁTRIA DISTANTE. DELES HERDAMOS:
CULINÁRIA
DIVERSOS DOCES: COCADA, PÉ-DE-MOLEQUE, QUINDIM
PRATOS DA COZINHA BAIANA: VATAPÁ, ACARAJÉ, CARURU
A PAMONHA ORIGINOU-SE DE UM PRATO AFRICANO O ACAÇA.
RELIGIÃO
CRENÇAS RELIGIOSAS QUE DERAM ORIGEM À UMBANDA E AO CANDOMBLÉ.
INSTRUMENTOS MUSICAIS
AGOGÔ, ATABAQUE, BERIMBAU, CHOCALHO, CUÍCA, GANZÁ, MARIMBA, PANDEIRO, TAMBOR, RECORECO, TRIÂNGULO.

Herança cultural (religião, danças e nomes): Os africanos deixaram várias danças:
CARIMBÓ cujo nome representa um tambor feito de tronco de árvore.
LUNDÚ dançado por escravos e ganhou influência espanhola e portuguesa.
SAMBA é africano também, você sabia?
E é claro a CAPOEIRA, praticada pelos escravos. A capoeira já foi uma vez até proibida!
Ela deu origem ao FREVO, que surgiu para substituí-la. Hoje em dia a capoeira não é mais proibida e é super comum praticá-la. Existem várias palavras de origem africana: banguela; bagunça; caçamba; angu; berimbau; cachimbo; moleque e quindim.

OS IMIGRANTES

Nos últimos 100 anos, um outro grupo chegou e continua chegando ao Brasil:é o grupo dos imigrantes.
Eles vieram e vêm de todos os lugares, de todos o continente. São italianos, alemães, japoneses, poloneses, coreanos, chineses, portugueses, sírios, libaneses... Elas estão nas cidades e nas zonas rurais,trabalhando em todos os ramos do comercio , da industria, da produção agrícola.
Também os imigrantes,como os três outros grupos, deixariam traços profundos na sociedade e na cultura do Brasil.

Os italianos começaram a imigrar em número significativo para o Brasil a partir de 1870.
Vieram para substituir a mão-de-obra escrava, que estava desaparecendo devido às leis para a abolição da escravatura.
De influência italiana notamos: as festas de igreja, comilança de Natal, presépios, massas como macarronada e pizzas, vinhos gaúchos, figas, capelinhas e cruzeiros à beira das estradas, procissões, ex-votos, etc.

Herdamos dos japoneses várias coisas como : artes maciais (judô, taicondo, karatê, jiu-jitsu), ou comer peixe cru com "palitinhos". O yoga também veio do Japão. O Sakê é uma bebida alcoólica.
Muitos quadros nossos têm influências japonesas. Existem esculturas de gatos brancos com o olho bem redondo que dá sorte.
JANKENPON (o nosso jokempo) é uma brincadeira tradicional japonesa que é usada para decidir a ordem do jogadores ou ganhadores (GU significa "pedra", CHOKI "tesoura" PA "papel")
ORIGAMI E KIRIGAMI: em japonês, gami significa papel, kiri e ori significam cortar e dobrar, respectivamente. Essas duas tradicionais artes orientais produzem as mais variadas figuras, como flores, animais, imagens geométricas e decorativas em geral, a partir de cortes e dobraduras minuciosos em simples folhas de papel. São usadas no Japão há séculos para enfeitar altares dos templos. Rica em detalhes, a arte do origami e kirigami, amplamente difundida em todo o mundo, requer paciência, precisão e concentração. Sua prática tem sido recomendada também para fins terapêuticos.

Com os alemães aprendemos a comer e beber: cerveja, carne salgada, porco, batata, salsicha, bock e cucas. Com esse povo aprendemos a dar ovos de Páscoa, descobrimos que o Papai Noel é chamado de São Nicolau por eles, começamos a usar o pinheirinho de Natal para enfeitar a casa, e a fazer uma festa da cerveja chamada Oktoberfest. Este povo nos trouxe as danças: valsa e xote. O esporte que os alemães trouxeram para o Brasil foi a bocha.

Dos poloneses, herdamos a culinária: sonhos que são recheados com geléia de frutas na Polônia e aqui no Brasil o recheio foi substituído por creme.

Dos ucranianos, herdamos também costumes - A arte de colorir ovos (PÊSSANKA) que representa, para quem os recebe, vida nova, tem como suporte ovos de galinha, usa desenhos geométricos, figuras e símbolos religiosos originários da Ucrânia. Dança - Polka (muito popular na Ucrânia comparada às nossas quadrilhas juninas).

O frevo foi herdado da cultura russa: o início dos contatos da Rússia com o Brasil remonta ao início do século 19. O primeiro contato registrado pela História aconteceu em 1804 durante a primeira expedição russa de volta ao mundo. Conta a lenda, que a tripulação foi convidada para uma festa naquele porto e, durante a mesma, os marinheiros russos fizeram uma demonstração de passos de suas danças folclóricas. Os anfitriões, impressionados, gostaram e passaram a imitar esses passos introduzindo-os no folclore local, dando origem ao famoso "frevo".

A cultura libanesa: MÚSICA - INFLUÊNCIA NO SAMBA, INSTRUMENTO DE PERCUSSÃO "ADUFE" DEU ORIGEM A UM TIPO DE BATIDA DE SAMBA.
DANÇAS - DANÇA DO VÉU.
CULINÁRIA - ENTRE AS INÚMERAS IGUARIAS DA COZINHA ÁRABE, DUAS PODEM SER ENCONTRADAS EM QUALQUER LUGAR DO BRASIL: O KIBE E A ESFIHA.

Os Espanhóis deixaram para nós, como herança cultural, a tourada, danças como a dança do ventre, flamenco, sapateado. A maneira de se vestir está presente na vestimenta do gaúcho. Também há influência espanhola na alimentação dos gaúchos pelo fato de eles terem a carne como base alimentar.

OS PORTUGUESES:

A PARTIR DE 1500, COMEÇARAM A CHEGAR OS EUROPEUS. ELES FORAM INVADINDO AS TERRA DOS ÍNDIOS,
FUNDANDO VILAS E CIDADES. EXPLORARAM RIQUEZAS FLORESTAS, COMO O PAU BRASIL. EXPLORARAM RIQUEZAS
MINERAIS, SOBRETUDO OURO E DIAMANTES. FIZERAM PLANTAÇÕES , SOBRETUDO DE CANA, ALGODÃO E FUMO.
MONTARAM CENTENAS DE ENGENHOS PARA PRODUZIR AÇÚCAR. ELES SE MISTURARAM COM OS ÍNDIOS,
APRENDERAM MUITOS COSTUMES E PRÁTICAS COM ELES. DEIXARAM-NOS A LÍNGUA QUE FALAMOS, A RELIGIÃO
CATÓLICA E MUITOS OUTROS ASPECTOS CULTURAIS DA NOSSA SOCIEDADE.

Os portugueses trouxeram a religião católica para o Brasil com a intenção de converter os índios. Mais tarde, também ensinaram a religião aos escravos negros.
A dança pau-de-fita é de origem portuguesa, sendo uma dança típica de festa junina.
Os portugueses trouxeram todas as festas religiosa como o Natal, Festa junina e Folia de Reis. O carnaval brasileiro foi iniciado pelos portugueses com o nome de entrudo, era uma brincadeira de rua.
Nós usamos a Língua Portuguesa com alterações de sotaque e de algumas palavras.
Na alimentação, a Influência Portuguesa aparece com a chegada das famílias e de suas senhoras que trazem novas receitas, louças e impõem toques de requintes nas mesas mineiras. Exemplo: Pão de Queijo, Lombo de Porco, Frango com Quiabo. Os tropeiros trouxeram feijão tropeiro, barreado, arroz, peixada, bacalhoada, vinhos, pastel de santa clara, salada, fios de ovos e outros.
Os principais hábitos são: morar em casas, ler livros e escrever, usar talheres, se vestir e calçar sapatos, dormir em camas, usar medidas como graus centígrados, metros e quilos.

Culinária: sopas, cozidos, mingaus, caldo verde, bebidas destiladas, cuscuz. Hábito de beber sucos. Pratos à base de arroz ; frango assado; feijoada e laranja; o famoso bacalhau.


Folclore: lobisomem, mula-sem-cabeça, sereia, saci e bruxa.


17 comentários:

Thaisa disse...

Excelente texto. Ofereci-o como referência ao meu vizinho, para a elaboração de um trabalho escolar.

patrick disse...

²

bárbara disse...

esse site é muito bom gostaria que vc colocaria os europeus e africanos tambem(o que o povo brasileiro herdou desses povos)

andreza disse...

queria ter achado oq procurava aqui mais não achei mais achei esse site muito bom

Michele disse...

Material muito bom.Utilizei para um trbalho escolar do meu filho sobre herança dos povos.
Obrigadooooooooooo

Lablu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lablu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lablu disse...

queria achar o q procurava=(mesmo assim esse blog é 10+!;P

linda disse...

Amei seu blog

Eu estava procurando sobre os Indígenas para um dever na verdade um Refoçando de geografia com Historia>!!!!!!.

aninha disse...

queria achar o q estava procurando + este site é 10

Portal padagogia disse...

Parabéns por abordar de maneira muito simples e rica a história da colonização em nosso país e toda riqueza cultural que foram difundidas com outras culturas, formando esse país chamado Brasil. Vou fazer uma citação deste blog no projeto que estou construindo juntamente com minha equipe da faculdade para a disciplina de Didática I. Muito obrigado pela contibuição e continue postando textos como este... Muito!

Leila Campos

Portal padagogia disse...

Parabéns por abordar de maneira muito simples e rica a história da colonização em nosso país e toda riqueza cultural que foram difundidas com outras culturas, formando esse país chamado Brasil. Vou fazer uma citação deste blog no projeto que estou construindo juntamente com minha equipe da faculdade para a disciplina de Didática I.
Leila Campos

jaime disse...

Queria achar os costumes que os indígenas deixaram para os gaúchospor exemplo chimarrão!!!!!

Vania Matos disse...

Parabéns, encontrei quase tudo.

Isabel Menezes disse...

OI PROFESSOR! GOSTEI DE SEU BLOG. TAMBÉM SOU MENEZES E PROFESSORA DE HISTÓRIA: ISABEL MENEZES.
profisabelmenezes@gmail.com
Se quiser contato e também blog: www.isabelmenezesesposti.blogspot.com
Abraço!

mirellah ilidio disse...

ótimo texto,parabéns...me ajudou e muito com um trabalho escolar e cultural,beijos e obrigada

deborasantosrosa disse...

Nossa pqrabens para quem criou esse texto tem tudo que eu precisava parabens mesmo adorei